Search
  • Isabel Arruda

Alguém ainda vai te agradecer



Hoje esse post é para você que duvida de si, que tem medo de se expor, que é acometida por aquela síndrome - alô impostora - que não tem coragem de mostrar seu trabalho ou dizer o que pensa.


Peço permissão para compartilhar essa mensagem que recebi ontem e muito me emocionou (Pra ler tudo, passe pro lado).


Há 1 ano e meio escrevi um texto em formato de carta para o meu filho - o que transbordava no meu coração.

Sem saber, minhas palavras foram acalento e esperança em um momento dificil na vida de uma pessoa.


Nós não temos a real dimensão de como podemos impactar o outro.

Fazer a diferença na vida de alguém.

Ser respiro quando falta o ar.

Ser abraço quando falta afeto.

Ser horizonte quando falta clareza.


Portanto, te chamo.

Te encorajo e te suplico.


Mostre o seu trabalho, fale a sua verdade, viva a sua arte.

Não guarde seu talento para você.

Nesse exato momento alguém pode precisar ouvir exatamente o que você tem a dizer.


Seja através da escrita no seu blog, de um vídeo no YouTube, da fotografia, ilustração, culinária,

Meditação ou maquiagem. Do seu serviço ou produto.


Faça por você.

Por acreditar no que tem a dizer.

Faça para você, com amor e interesse genuíno.

Se exponha, se permita ser visto.

É aí que a conexão acontece.

Quando você se comunica com o coração, outros corações se conectam a você.


O medo do julgamento é a navalha da autenticidade, da criatividade, da expressão.


Não te deixe cortar as asas ou calar a sua voz.

Não espere permissão.

Conceda-te autorização.


E faça.

Alguém pode te agradecer por isso.

12 views0 comments

Recent Posts

See All