Search
  • Isabel Arruda

O valor do tempo

"O tempo perguntou pro tempo qual é o tempo que o tempo tem. O tempo respondeu pro tempo que não tem tempo pra dizer pro tempo que o tempo do tempo é o tempo que o tempo tem”.


No Brasil tínhamos uma vida bem confortável e estabilizada. Tínhamos dois carros e nunca andávamos de ônibus ou metro. Tínhamos carreiras em ascenção. Tínhamos familia e amigos por perto. No Brasil não tínhamos tempo.


Não tínhamos tempo para usufruir de tudo o que gostaríamos. Não tínhamos tempo para coisas pequenas e básicas do dia a dia. A sensação era sempre estar em falta com alguém, sempre devendo. Nos finais de semana aquela loucura, queríamos compensar a falta de tempo da semana e ao mesmo tempo descansar para recuperar as energias sugadas ao longo dela. Mais uma vez, devendo. Devia tempo a minha filha, a família, aos amigos, até a mim mesma.


Hoje, não desejo uma casa grande nem o carro da moda. Não desejo uma casa de campo nem roupas caras de marca. Meu maior desejo é tempo. Tempo é o que busco! Saí do meu país a procura de mim mesma, a fim de resgatar, o que um dia, eu perdi. Não conseguiria fazer de lá, tive que me afastar para me encontrar. Ainda não sei que carreira vou seguir por aqui e como será a minha rotina. Ainda tenho um longo caminho pela frente, mas acredito ter achado esse caminho.


Nesse mundo louco em que vivemos, aprendemos a andar constantemente no piloto automático. Parecemos zumbis executadores. Cada vez mais acumulando funções, fazendo mais do que deveríamos e pouco a pouco vamos matando dentro de nós a criatividade, a ideia de fazer aquele projeto incrível ou então aquele encontro despretensioso com os amigos. Viramos seres que reclamam constantemente, que aponta o outro, que culpa terceiros pelas suas frustrações e assim criam-se pessoas doentes, tristes e prisioneiras de sua própria existência.


A minha geração conseguiu enxergar isso quase como uma catarse. Muitos estão "chutando o balde”, deixando vidas estabilizadas para trás em busca de um significado, em busca do viver e da tal da qualidade de vida. A coragem se faz mais presente do que o medo. Estamos em busca da auto realização, do prazer dos pequenos momentos, embora muitas vezes nossos pais achem uma tremenda loucura.


Tempo é qualidade, é dedicação, é abdicar de algo, é compromisso, é algo valioso demais para ser deixado de lado. Tempo é escolha, é patrimônio. Não pretendo acumular apartamentos durante a vida, e sim histórias. Sou livre e escolho ter tempo.

1 view0 comments

Recent Posts

See All