Search
  • Isabel Arruda

A simplicidade


Na última sexta, fomos dar um passeio de bicicleta até a praia. Combinação de sol e temperatura acima dos 20 graus, impossível de se ignorar quando se mora no hemisfério norte.


Eu puxava o trailer da bike com Benny e Catarina, na frente, ditava o ritmo do passeio.

E no caminho eu a vi.


A simplicidade.

Lá estava ela, toda faceira nos acompanhando.

Ofereci um largo sorriso, joguei um beijo e ela me piscou de volta. Seguimos.


Lembrei que sempre a vejo nas manhãs, no olhar dos meus filhos durante nosso café da manhã caótico, com farelos de pão espalhados pelo chão (e no cabelo cacheado do bebê) e uma criança brigando com sua tangerina, enquanto no Bose toca Mundo Bita em looping infinito.


Lembrei também que a vi ontem a noite, pela fresta da janela, quando o sol ia embora, dando espaço para um linda noite chegar. Acho que nunca me acostumarei com tamanha beleza de um por do sol.


Lembrei de quando a vi na roda de amigos, no facetime com a família, na panqueca de domingo de manhã . No passeio até o lago e no meu modesto cantinho de trabalho, lá está ela junto comigo.


Lembro tambem quando bateu na minha porta e eu a mandei embora. Estava muito ocupada e com o olhar um tanto embaçado querendo coisas grandes demais, querendo mais do que precisava, sonhando sonhos de outros e a botei pra correr dali. Mas logo ela voltaria, como sempre fazia, pois sabe que em mim é a sua morada.


A Simplicidade traz consigo uma amiga, chamada Felicidade. As duas são unha e carne e estão sempre juntas.

Alguns acham que a Felicidade é a melhor amiga do material, do dinheiro ou talvez do poder.

Eu não acredito nisso. Pra mim a Felicidade é melhor amiga da Simplicidade. Aonde uma está manifestada, logo acha-se a outra.


E no cotidiano - que é esse amontoado de momentos comuns - é aonde está a grandiosidade da vida.

1 view0 comments

Recent Posts

See All